Buscar
  • Edu Megale

EXCLUSIVO – THE MIST está compondo novo álbum

Vinte e cinco anos após ter lançado Gottverlassen, o The Mist está compondo um novo álbum. A informação foi dada em primeira mão para a ROADIE CREW pelo vocalista Vladimir Korg, poucas horas depois que Edu Megale foi confirmado como o substituto do lendário Jairo Guedz na guitarra. Em entrevista exclusiva, Korg trouxe a notícia que, em meio à pandemia que paralisou os shows e colocou em xeque a carreira de inúmeros músicos, produtores e técnicos, pode vir a ser considerada a principal da cena brasileira em 2020. Conversamos também com o novo guitarrista, único atleticano ao lado de três cruzeirenses, para saber mais detalhes da sua entrada em um dos maiores nomes do metal brasileiro em atividade. Tem tudo para dar certo, basta olhar a primeira imagem oficial da nova formação, feita em frente ao estádio Mineirão.O quarteto deixa claro que o amor pela música é muito maior do que rivalidades do futebol.

Por Alessandro Bonassoli



Qual foi a sensação de ser convidado para ingressar no The Mist? Edu Megale:  A sensação foi surreal, eu não esperava mesmo. Eu estava compenetrado nos meus projetos, em querer produzir coisas, pois sou louco por trabalho, gosto sempre de estar tocando, produzindo. E quando veio convite…  é uma honra, pois é uma banda que tem uma história. E todo mundo ali tem uma caminhada muito mais longa do que a minha no meio musical. Sou o mais novo da banda, então a confiança que eles estão depositando em mim é uma coisa sensacional! Me senti parte de uma família, a todo momento a gente conversa bastante, sempre me passam confiança. Então, para mim, está sendo maravilhoso, uma honra, um aprendizado todo dia. E um desafio, não posso pensar de outra forma. Um desafio muito grande. Você vai substituir Jairo Guedz, um dos ícones do metal nacional. Como é essa responsabilidade? Edu Megale: Já é um desafio muito grande você fazer parte da banda, representar tudo aquilo que o The Mist tem de história. E aí você vai entrar no lugar de um cara que… não tem o que falar dele. Eu, por exemplo, nasci e cresci em Santa Tereza, que é o famoso bairro do Sepultura. Você já cresce com isso muito enraizado. O Jairo é um cara que eu valorizo muito. Tive pouco contato com ele, só vi uma vez, mas é um cara que eu respeito demais. A história dele, o que ele representa. O Jairo faz parte daquela galera que desbravou terrenos que hoje a gente tá aproveitando. São caras com o ele que animam a atual geração de continuar lutando pelos ideais, pelo sonho de tocar. É uma grande responsabilidade para mim e, ao mesmo tempo, um desafio que instiga para estudar mais e dar o melhor. Você e Jairo já tocaram juntos? Edu Megale: Nunca tocamos juntos, infelizmente. Seria uma honra para mim. Quem sabe aí no futuro? Sua entrada no The Mist marca uma nova fase não só em termos de formação, mas de composição para um novo álbum. Você já tem ideias para apresentar aos demais integrantes? Edu Megale: Sim, com certeza, uma nova fase. E eu sou louco por música, vivo isso, respiro isso, 24 horas por dia. Então nós já estamos alinhando várias coisas, até para entender a ideia um do outro, para podermos trabalhar de forma muito unida. Acho que pelo que já se conversou, todo mundo está com o mesmo foco, mesmo objetivo. Acho que o que está por vir vai ser muito interessante. Eu estou muito animado, estudando muito mais do que eu já estudava antes, ouvindo as músicas, estudando a banda, as composições do The Mist para fazer um trabalho que a galera vai se orgulhar e a gente vai se orgulhar também. Você integra o D.A.M. e tem uma carreira solo. Como ficam esses trabalhos em paralelo ao The Mist? Edu Megale: O D.A.M. está parado por tempo indeterminado. Não tem show nem ensaio programado. Durante a pandemia os membros estão focados nas coisas pessoais e nas coisas profissionais fora da música. Então a banda estacionou mesmo e não terá por um bom tempo. Na minha carreira solo eu estou fazendo um single, que devo lançar em breve, nas pausas com o The Mist. Sobre o Loss [projeto conjunto com Marcelo Loss (Concreto) e Teddy (ex-Witchhammer)], a gente acabou de lançar um clipe nesse mês e no dia 6 vamos lançar um single, mas é uma banda que tem uma proposta diferente. A gente decidiu montar para gravar, quando der, sem cobrança. É uma banda que a gente vai fazer as coisas no nosso tempo, de acordo com a agenda de cada integrante. A prioridade, o meu foco mesmo, é do The Mist.

Edições avulsas, assinatura física e digital.


Leia a matéria completa: https://roadiecrew.com/exclusivo-the-mist-esta-compondo-novo-album/


7 visualizações0 comentário